ESMAT 15 APOIA EVENTOS DA EJUD 15

O Aumento da Expectativa de Vida é a Real Causa da Crise da Previdência?

evento-ejud

Com apoio da ESMAT 15, a Escola Judicial do TRT/15.ª Região – EJUD 15 e o Comitê Regional de Erradicação do Trabalho Escravo, Tráfico de Pessoas e Discriminação do TRT/15.ª Região realizaram a palestra: “O Aumento da Expectativa de Vida é a Real Causa da Crise da Previdência?”.

A atividade aconteceu no último dia 27, no Plenário do TRT/15.

Com tema relevante, bem atual e muito presente nos debates cotidianos, o evento teve como palestrante o Doutor Cícero Galli Coimbra, Neurologista, especialista pela Universidade de Miami/EUA; Mestre e Doutor pela USP, onde é Professor Livre Docente e Pós-Doutor pela Universidade de Lund/Suécia.

O Doutor Cícero também é fundador e Presidente do Instituto de Investigação e Tratamento de Autoimunidade e desenvolvedor do Protocolo Coimbra para o tratamento de doenças autoimunitárias (disponível em 13 idiomas, é utilizado por médicos brasileiros e estrangeiros).

O evento foi gratuito e com emissão de certificado (2h/a).

Na avaliação do Diretor de Cursos de Curta Duração da ESMAT 15, Juiz Maurício Bearzotti de Souza, que representou a Escola em referida atividade, “a palestra permitiu constatar que a questão é bem mais profunda e complexa do que imaginamos. O Doutor Cícero demonstrou, valendo-se de vasta e riquíssima pesquisa, que os índices de doenças crônicas e de consumo de medicamentos tem aumentado, sem falar na quantidade de pessoas que, por problemas com a saúde, se inabilita para o trabalho precocemente. Uma exposição com muitos detalhes, fontes científicas e dados estatísticos, relevadora dos reais problemas, pendentes de um enfrentamento mais relevante”.

Trabalho escravo contemporâneo

trabalho escravo

Com apoio da ESMAT 15, a EJUD 15 e o Comitê Regional de Erradicação do Trabalho Escravo, Tráfico de Pessoas e Discriminação do TRT/15.ª Região realizam, no próximo dia 11, o Simpósio: “Trabalho Escravo Contemporâneo”.
Haverá duas palestras e uma mesa-redonda.

A primeira palestra “Trabalho escravo e discriminação: trajetória e atualidade” será ministrada por Ricardo Rezende Figueira, Doutor em Programa de Pós-graduação de Sociologia e Antropologia pela Universidade Federal do Rio de Janeiro e, Pós-doutor pelo Instituto de Derechos Humanos Bartolomé de las casas da Universidade Carlos III, Madrid.

A segunda palestra, cujo tema é “Trabalho escravo no sistema produtivo”, ficará por conta do jornalista Leonardo Moretti Sakamoto, Mestre e Doutor em Ciência Política e, professor do Departamento de Jornalismo da PUC-SP.

As mesas serão presididas, respectivamente, pelos Desembargadores Lorival Ferreira dos Santos e Eleonora Bordini Coca.

A atividade se encerra com mesa-redonda sobre “Controle de convencionalidade e os Direitos Fundamentais”.

A mesa é presidida pelo Desembargador Presidente do Comitê Regional de Erradicação do Trabalho Escravo, Tráfico de Pessoas e Discriminação do TRT15, Eduardo Benedito do Oliveira Zanella e composta pelos Juízes Platon Teixeira de Azevedo Neto, Titular da Vara do Trabalho de São Luís de Montes Belos (GO) e Coordenador Pedagógico da Escola Judicial do TRT/18.ª Região, e Guilherme Guimarães Feliciano, Titular da 1.ª Vara do Trabalho Taubaté (SP).

PROGRAMAÇÃO
8h30 – Credenciamento
9h – Solenidade de abertura
9h30 – Palestra: “TRABALHO ESCRAVO E DISCRIMINAÇÃO: TRAJETÓRIA E ATUALIDADE”
Ricardo Rezende Figueira
Presidente de mesa: Lorival Ferreira dos Santos
10h15 – Palestra: “TRABALHO ESCRAVO NO SISTEMA PRODUTIVO”
Leonardo Moretti Sakamoto
Presidente de mesa: Eleonora Bordini Coca
11h – Intervalo
11h30 – Mesa-redonda: “CONTROLE DE CONVENCIONALIDADE E OS DIREITOS FUNDAMENTAIS”
Platon Teixeira de Azevedo Neto
Guilherme Guimarães Feliciano
Presidente de mesa: Eduardo Benedito do Oliveira Zanella
12h30 – Encerramento

SERVIÇO
Simpósio: “Trabalho Escravo Contemporâneo”
Data: 11/10/2.019 (sexta-feira)
Local: Plenário do TRT/15.ª Região (Rua Barão de Jaguara, n.º 901, Centro, CEP 13.015-927, Campinas/SP – 3.º andar).

Para mais informações: escolajudicial@trt15.jus.br

Inscrições gratuitas e com certificado (3,5h/a).